(67) 3341-2151 // (67) 3341-2696 Rua Raul Pires Barbosa, nº 116 - Miguel Couto CG-MS
PECUÁRIA | 09/05/2019

SRCG questiona indústria quanto aumento da vacina contra Aftosa

Os questionamentos do associados levou o Sindicato Rural de Campo Grande, Rochedo e Corguinho (SRCG) a argumentar representantes da indústria, sobre os aumentos ocorridos no custos com a vacina contra a febre aftosa. Os produtores rurais apresentaram dúvidas sobre o aumento do valor, mesmo com a diminuição do volume aplicado de 5 ml para 2 ml, conforme definido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

 

“Depois dos sócios questionarem e de constatarmos acréscimo na casa de 30% em algumas lojas agropecuárias, resolvemos buscar respostas contundentes para a situação”, explica o presidente SRCG, Alessandro Coelho. “Entramos em contato com indústrias e começamos a receber as respostas, que atribuem à pesquisa, ao custo industrial e ao frete o aumento dos preços”, completa o presidente.

 

Segundo a carta enviada pela Zoetis Brasil para desenvolver a nova vacina com dose de 2 ml, foram necessários dois anos de trabalho, mobilização de equipes de pesquisa e desenvolvimento, manufatura e assuntos regulatórios, além de milhões de reais em investimentos. Mais de 2 mil animais foram envolvidos nos testes de eficácia e segurança. O grande desafio foi obter uma formulação estável, com a mesma quantidade de antígenos em uma quantidade de excipientes muito reduzida.

 

Leia o documento na íntegra:

 

Em resposta ao questionamento sobre a redução de volume da dose de vacina contra Febre Aftosa e a precificação do produto, temos a informar o que segue: 

 

A substituição da vacina com dose de 5ml para a nova vacina com dose de 2ml deve-se a uma solicitação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), por meio da Instrução Normativa nº 11. A nova vacina foi desenvolvida com o intuito de reduzir o número de reações no local de aplicação, diminuindo o número de lesões e melhorando o bem-estar dos animais. 

 

Para desenvolver a nova vacina com dose de 2 ml, foram necessários dois anos de trabalho, mobilização de equipes de pesquisa e desenvolvimento, manufatura e assuntos regulatórios, além de milhões de reais em investimentos. Mais de 2 mil animais foram envolvidos nos testes de eficácia e segurança. O grande desafio foi obter uma formulação estável, com a mesma quantidade de antígenos em uma quantidade de excipientes muito reduzida. 

 

Aliado a isto, temos os incrementos de preços dos fretes e de operação da cadeia fria. O custo industrial também sofreu acréscimos. Por sua vez, o excipiente, que teve o volume reduzido, é a fração que menos impacta na composição total do produto; ao contrário, foi um grande desafio precificar o produto com mínimas variações frente aos anos anteriores. 

 

Portanto, consideramos a vacina de 2ml como uma evolução superior à vacina de 5ml. Oferece a mesma proteção com menor reação. Mais informações a respeito desta solicitação podem ser encontradas no site do MAPA. 

Aproveitamos para esclarecer que cada laboratório possui a sua própria política de precificação. 

 

Atenciosamente, 

Élcio Inhe Diretor Sênior, Assuntos Públicos e Regulatórios e Comunicação Corporativa Zoetis Brasil

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas

Produtor, cadastre e receba novidades
Cadastre-se e receba novidades
Imprensa, cadastre e receba novidades
Cadastre-se e receba novidades